Coronavírus

O diário fotográfico de um italiano em reclusão: “Um lar é um abrigo e uma prisão”

©Filippo Venturi
Fotogaleria
©Filippo Venturi

O fotógrafo italiano Filippo Venturi deveria estar na China, em reportagem. Mas, à semelhança de muitos italianos, está em casa, com a esposa e o  filho de dois anos. "Temi um bloqueio criativo. Mas, em vez disso, senti um grande desejo de fotografar." E assim nasceu a série In Time of Peril - A Diary From the Red Zone, o diário fotográfico de um homem confinado, ansioso mas "afortunado por poder estar com a família".

Venturi encontra-se "na zona vermelha", ou seja, num dos epicentros mundiais da pandemia de covid-19. O fotógrafo teme pela saúde da sua família, sobretudo do seu filho Ulisse, que experiencia, nesta fase, a ausência dos seus colegas de infantário e de um sentido normalidade. "Um lar é um abrigo e uma prisão", refere, em entrevista ao P3. O impacto psicológico do estado de clausura, em adultos e crianças, é forte. "Ulisse está feliz por ter os seus pais em casa todo o dia, mas, por mais amor e atenção que possamos dar-lhe, ele sente falta de conviver com o exterior."

À semelhança de muitos pais em quarentena, Filippo Venturi está em estado de vigilância permanente no que toca o estado de saúde do filho. "Numa destas noites, o Ulisse tinha uma tosse persistente e eu assustei-me. Pela primeira vez, senti na pele o significado da expressão 'daria a minha vida por um filho'. Passei toda a noite a ouvi-lo respirar, para perceber se a tosse abrandava. Só descansei quando percebi que dormia tranquilamente."

O tom avermelhado das imagens que compõem o diário fotográfico de Venturi aludem para o estado de alerta e ansiedade em que vive. "A lanterna que utilizei tem um sinal de emergência. O meu filho estava a brincar com a lanterna e, ao ver a luz vermelha, ficou surpreendido." A fotografia do filho determinou o tom da série fotográfica. "Continuei a fotografar a casa e a família à luz dessa lanterna para transmitir a minha ansiedade, mas também para exorcizá-la."

©Filippo Venturi
©Filippo Venturi
©Filippo Venturi
©Filippo Venturi
©Filippo Venturi
©Filippo Venturi
©Filippo Venturi
©Filippo Venturi
©Filippo Venturi
©Filippo Venturi
©Filippo Venturi
©Filippo Venturi
©Filippo Venturi
©Filippo Venturi
©Filippo Venturi
©Filippo Venturi
©Filippo Venturi
©Filippo Venturi
©Filippo Venturi
Sugerir correcção