Já não se vêem as chaminés da antiga central termoeléctrica de Setúbal

As duas chaminés de 200 metros de altura da antiga central termoeléctrica de Setúbal foram derrubadas este domingo.

 

A central foi desactivada em 2013 e está a ser desmantelada num processo que está previsto durar mais um ano. Pertencia à EDP, que adianta em comunicado querer utilizar o terreno para a criação de um projecto "sustentável no futuro". "Gostaríamos que pudesse ser, por exemplo, um parque solar", explica no mesmo documento Rui Teixeira, presidente da EDP Produção.

Símbolo de outros tempos, a central termoeléctrica de Setúbal chegou a ser o maior centro produtor de energia nacional até à abertura da central de Sines, que também já tem o fecho anunciado. Chegou a fornecer energia a 25% da população portuguesa em território continental.

Era também uma das centrais mais poluentes do país, produzindo electricidade a partir de fuelóleo (cerca de 5.280 toneladas por dia).

Sugerir correcção