Racismo e intolerância estão a crescer na Europa, alerta a Comissão Europeia

Relatório anual indica que o discurso de ódio se está a tornar algo quotidiano e que “o debate democrático está a ser minado por opiniões polarizadas”.

Conselho da Europa avisa, no seu relatório anual, que o racismo
Foto
Conselho da Europa avisa que o racismo e o dicurso de ódio estão a aumentar LUSA/JOSÉ COELHO

A Comissão Europeia Contra o Racismo e a Intolerância (ECRI) do Conselho da Europa avisa, no seu relatório anual, que o racismo, a discriminação racial e a intolerância estão a aumentar.

O documento, publicado esta quinta-feira na página oficial do Conselho da Europa, sublinha que “o discurso de ódio online que seria inaceitável no passado é agora uma ocorrência quotidiana” e que “o debate democrático está a ser minado por opiniões polarizadas”.

“O ódio contra muçulmanos e judeus está a ganhar espaço, os membros das comunidades negras da Europa ainda enfrentam preconceitos e discriminação de longa data e as estratégias para os ciganos frequentemente fracassam perante a pobreza e a marginalização, sendo isso ainda pior para as mulheres”, refere o documento.

O ECRI destaca que “não apenas os partidos ultranacionalistas e xenófobos conquistaram assentos nas eleições europeias em vários países, como também os principais partidos adoptaram políticas restritivas”.

O relatório destaca que enquanto alguns países fizeram grandes avanços nos direitos LGBTI, outros colocaram-se no lado oposto, excluindo o casamento entre casais do mesmo sexo, e que nestes “o assédio, as ameaças e a violência estão em ascensão e os agressores geralmente ficam impunes”.

O racismo e a intolerância promovem o ódio e a violência e são um risco para todos nós. É por isso que o ECRI monitoriza todos os países da Europa para criar soluções que funcionem a longo prazo”, adianta.

O ECRI salienta que nos últimos 25 anos ajudou os países a identificarem problemas, introduzirem novas leis, estabelecerem órgãos de igualdade robustos e construírem apoio às vítimas e a fornecer um roteiro para as sociedades europeias avançarem em direcção à igualdade e à diversidade.

O organismo apela a que todos “tomem uma posição contra o racismo e a intolerância”.

Sugerir correcção