Qassem Soleimani, o “mestre de marionetas” do Médio Oriente

O comandante da Força al-Quds, unidade de elite dos Guardas da Revolução, foi por mais de duas décadas o grande estratego da política externa iraniana no Médio Oriente.

,Força Quds
Foto
Qassem Soleimani era visto como possível sucessor do ayatollah Ali Khamenei Thaier Al-Sudani/Reuters

Era um dos homens fortes do ayatollah Ali Khamenei, foi o grande estratego da expansão da influência iraniana no Médio Oriente e quem esteve do outro lado da barricada chamou-lhe “mestre de marionetas”. Qassem Soleimani comandava a Força al-Quds, a unidade de elite dos Guardas da Revolução, até ser esta sexta-feira assassinado num ataque aéreo norte-americano junto ao aeroporto de Bagdad, no Iraque. A sua morte é um dos mais duros golpes para a República Islâmica.