Rui Pinto blindou dez discos rígidos que a PJ não consegue descodificar

Grande volume de informação continua fora do alcance das autoridades, devido à encriptação que o hacker colocou nos dispositivos. PJ diz que “há fortes indícios” da existência de novas provas, e queixa-se de falta de tempo para tentar chegar a mais dados

,Vazamentos de futebol
Foto
Rui Pinto é o responsável pela plataforma Football Leaks DR

Dos doze discos externos e dois computadores confiscados a Rui Pinto na Hungria, em Janeiro, dez discos rígidos permanecem inacessíveis às autoridades. O sistema de encriptação aplicado pelo hacker a estes dispositivos não permitiu que a polícia conseguisse recolher um grande volume de dados que podem ser fundamentais para as investigações. No total, são dezenas de milhares de gigabytes de informação que continuam inacessíveis e podem revelar mais pormenores sobre os alegados roubos de correspondência electrónica e acessos ilegítimos aos sistemas informáticos de centenas de instituições públicas e privadas.