John Coltrane
Richard Rothman e Herb Snitzer/Michael Ochs Archives/Getty Images

O Miles de hoje, o Coltrane de sempre

Num mesmo mês, vemos chegar gravações inéditas de Miles Davis e John Coltrane. Em sentidos diversos, Miles foi trabalhado para dialogar com 2019, Coltrane foi deixado em 1964.

Scritti Politti, Michael Jackson, Mr. Mister ou Cyndi Lauper. Em meados dos anos 80, Miles Davis mantinha a televisão na sua casa de Malibu sempre ligada na MTV e o volume era mantido num nível mínimo até que algum nome como os acima referidos surgisse no ecrã. Só então o trompetista carregava no som, à espera de se encantar com alguma canção pop. Quando isso, de facto, acontecia, pedia depois à editora que lhe enviassem o álbum e “ouvia esses discos repetidamente, escolhendo as canções pop que queria tocar”, lembra Vincent Wilburn Jr., sobrinho de Miles.