Wildlife Photographer of the Year: a natureza em 15 fotografias vitais

O maior concurso do mundo de fotografia da vida selvagem revelou algumas das melhores fotos recebidas na edição deste ano.  

"Dormir que nem uma foca de Weddell". Uma foca de Weddell recolheu-se num refúgio de gelo, relativamente a salvo de predadores, e entrou em sono profundo. Em Larsen Harbour, Geórgia do Sul. Ralf Schneider/Wildlife Photographer of the Year
Fotogaleria
"Dormir que nem uma foca de Weddell". Uma foca de Weddell recolheu-se num refúgio de gelo, relativamente a salvo de predadores, e entrou em sono profundo. Em Larsen Harbour, Geórgia do Sul. Ralf Schneider/Wildlife Photographer of the Year

O sono profundo da bela foca adormecida. Um guaxinim curioso num momento esperado durante anos por um fotógrafo. A tragédia do lixo para uma tartaruga. Um momento de vida e morte raro no mundo dos hipopótamos. A beleza de um pássaro a beber um "gelado" da natureza. São algumas das imagens que mereceram a distinção do júri do concurso Wildlife Photographer of the Year.

Esta é já a 55.ª edição da competição fotográfica anual, focada na natureza e na vida selvagem, com a chancela do Museu de História Natural britânico. A 15 de Outubro serão anunciados os vencedores e, a partir do dia 18, as melhores obras estarão expostas no museu, em Londres. 

Nesta fotogaleria, a organização da competição mostra-nos 15 fotos que receberam o louvor do júri (Highly Commended). 

Este ano, segundo dados da organização, foram recebidas mais de 48 mil fotografias, tanto de profissionais como de amadores, com origem em mais de cem países. 

A próxima edição do concurso já tem data: abre-se a candidaturas de 21 de Outubro a 12 de Dezembro. 

"Se os pinguins pudessem voar" . O pinguim-gentoo é o nadador subaquático mais rápido do mundo. Aqui, corre pela vida, perseguido por uma foca-leopardo. Na ilha de Cuverville, na península Antártica.
"Se os pinguins pudessem voar" . O pinguim-gentoo é o nadador subaquático mais rápido do mundo. Aqui, corre pela vida, perseguido por uma foca-leopardo. Na ilha de Cuverville, na península Antártica. Eduardo Del Álamo/Wildlife Photographer of the Year
"Toque de confiança". Uma jovem baleia-cinzenta aproxima-se das mãos de uma turista num barco. Na lagoa de San Ignácio, na Baja California, México, um santuário da espécie, onde estão habituadas a procurar activamente o contacto com os humanos, para uma festa.
"Toque de confiança". Uma jovem baleia-cinzenta aproxima-se das mãos de uma turista num barco. Na lagoa de San Ignácio, na Baja California, México, um santuário da espécie, onde estão habituadas a procurar activamente o contacto com os humanos, para uma festa. Thomas P Peschak /Wildlife Photographer of the Year
"Círculo da vida". Um cardume nas águas claras do Mar Vermelho que completa 25 metros no recife. No parque de Ras Mohammad, na península de Sinai, Egipto.
"Círculo da vida". Um cardume nas águas claras do Mar Vermelho que completa 25 metros no recife. No parque de Ras Mohammad, na península de Sinai, Egipto. Alex Mustard/Wildlife Photographer of the Year

"Lixo marinho". Uma tartaruga-marinha no parque Bon Secour do Alabama, EUA. Poderia ser um postal ilustrado, mesmo com a velha cadeira, mas quando o fotógrafo e agentes da natureza viram melhor descobriram um laço fatal de um fio de pesca à volta do seu pescoço.
"Lixo marinho". Uma tartaruga-marinha no parque Bon Secour do Alabama, EUA. Poderia ser um postal ilustrado, mesmo com a velha cadeira, mas quando o fotógrafo e agentes da natureza viram melhor descobriram um laço fatal de um fio de pesca à volta do seu pescoço. Matthew Ware/Wildlife Photographer of the Year
"Bebé e alforreca". Um jovem lúcio juntou-se a uma pequena alforreca, duas companhias improváveis no Taiti. Polinésia francesa.
"Bebé e alforreca". Um jovem lúcio juntou-se a uma pequena alforreca, duas companhias improváveis no Taiti. Polinésia francesa. Fabien Michenet/Wildlife Photographer of the Year
"Um casulo de rede de cabelo". Esta lagarta chinesa conseguiu criar uma extraordinária gaiola a partir da sua cerda, o local criado para se tornar uma mariposa.
"Um casulo de rede de cabelo". Esta lagarta chinesa conseguiu criar uma extraordinária gaiola a partir da sua cerda, o local criado para se tornar uma mariposa. Minghui Yuan/Wildlife Photographer of the Year
"Bebida gelada". Um momento de "gelado" para este pássaro. um chapim da ilha japonesa de Hokkaido.
"Bebida gelada". Um momento de "gelado" para este pássaro. um chapim da ilha japonesa de Hokkaido. Diana Rebman/Wildlife Photographer of the Year

"Floresta de água doce". A floresta a erguer-se para o céu na nascente do lago Neuchâtel, Suíça, mas montanhas do Jura.
"Floresta de água doce". A floresta a erguer-se para o céu na nascente do lago Neuchâtel, Suíça, mas montanhas do Jura. Michel Roggo/Wildlife Photographer of the Year
"O morto escalador". Na floresta amazónica do Peru, um besouro morto, que foi invadido por um fungo "zombie" e que usa o cadáver para frutificar e espalhar-se.
"O morto escalador". Na floresta amazónica do Peru, um besouro morto, que foi invadido por um fungo "zombie" e que usa o cadáver para frutificar e espalhar-se. Frank Deschandol/Wildlife Photographer of the Year
"Refúgio de dossel". Uma preguiça no Parque Natural de Soberanía no Panamá.
"Refúgio de dossel". Uma preguiça no Parque Natural de Soberanía no Panamá. Carlos Perez Naval/Wildlife Photographer of the Year
"Último suspiro". Um bebé hipopótamo é atacado e preso na boca de um "gigante" da espécie. Estes ataques, e mortes, são raras entre os hipopótamos, mas podem ocorrer em ambientes sobrepovoados.
"Último suspiro". Um bebé hipopótamo é atacado e preso na boca de um "gigante" da espécie. Estes ataques, e mortes, são raras entre os hipopótamos, mas podem ocorrer em ambientes sobrepovoados. Adrian Hirschi/Wildlife Photographer of the Year
"Golpe de sorte". Este carro, com um buraco no vidro, está parado em Saskatchewan, Canadá, há anos. E todos os Verões o fotógrafo passava aqui, esperando um momento assim. Até que uma guaxinim super curios, que usa o carro para ninho dos filhos, lhe deu a imagem que desejava.
"Golpe de sorte". Este carro, com um buraco no vidro, está parado em Saskatchewan, Canadá, há anos. E todos os Verões o fotógrafo passava aqui, esperando um momento assim. Até que uma guaxinim super curios, que usa o carro para ninho dos filhos, lhe deu a imagem que desejava. Jason Bantle/Wildlife Photographer of the Year
"Grande gato entre cães". Um encontro raro, em KwaZulu-Natal, África do Sul. Um chita encontra cães selvagens africanos, duas espécies em redução rápida.
"Grande gato entre cães". Um encontro raro, em KwaZulu-Natal, África do Sul. Um chita encontra cães selvagens africanos, duas espécies em redução rápida. Peter Haygarth/Wildlife Photographer of the Year
"Muro da vergonha". 
Outra história: é uma parede com peles de cascavel e as marcas das mãos de quem as matou (crianças e adultos) durante um evento anual de caça-à-cobra em Sweetwater, Texas, EUA. Cada ano são mortas dezenas de milhar no festival de quatro dias.
"Muro da vergonha". Outra história: é uma parede com peles de cascavel e as marcas das mãos de quem as matou (crianças e adultos) durante um evento anual de caça-à-cobra em Sweetwater, Texas, EUA. Cada ano são mortas dezenas de milhar no festival de quatro dias. Jo-Anne McArthur/Wildlife Photographer of the Year
Sugerir correcção