Regresso às aulas: 6 conselhos para pais e filhos

Setembro é sinónimo de regresso às aulas, à rotina, de dias mais curtos e atarefados. Esta fase do ano pode ser intensa para pais e filhos, mas há um segredo que o pode ajudar – planear. Neste artigo, partilhamos consigo alguns conselhos que o vão ajudar neste regresso às aulas.

,Sala de aula
Foto
D.R.

Todos sabemos o quão difícil é regressar ao trabalho depois de umas merecidas férias e, se a isto juntarmos o início de um novo ano lectivo, facilmente Setembro se pode transformar num mês difícil. Mas não tem de ser assim: a antecipação de alguns problemas e as decisões certas podem ajudá-lo a regressar à rotina tranquilamente. Siga estes 6 conselhos. 

1. Não deixe tudo para a última hora

Este é provavelmente o conselho mais importante deste artigo. Sabemos que nunca devemos deixar tudo para a última da hora - já diz o ditado “Não deixe para amanhã o que pode fazer hoje”. Neste caso, não poderia fazer mais sentido. É preciso garantir que está tudo pronto quando as aulas começarem para que a criança comece o ano tranquila e com confiança. Sabemos que, na correria dos dias, por vezes é difícil organizarmo-nos, mas existem alguns truques que o podem ajudar:

PÚBLICO -
Foto
Na Agenda Escolar encontra as datas mais importantes deste ano lectivo e conteúdos associados ao ano lectivo D.R.
  • Faça uma lista do material que necessita para cada criança, que inclua actividades escolares e extra-escolares;
  • Analise o horário da criança e planeie com antecedência como se irá organizar ao longo do ano para a ir buscar e levar à escola ou a outras actividades;
  • Aponte todos os compromissos numa Agenda Escolar

 

2. A saúde em primeiro lugar

Para um bom desempenho escolar é essencial que a criança se sinta bem. Antes de iniciar um novo ano, é importante marcar um check-up, de forma a garantir que o seu filho/educando se encontra de boa saúde e pronto a enfrentar os novos desafios que o esperam. 

PÚBLICO -
Foto
Dr. Well's
  • Verifique se as vacinas estão em dia;
  • Repita rastreios oftalmológicos e auditivos;
  • Marque uma consulta de rotina no dentista e no médico de família.

 

3. Uma boa alimentação todo o ano

Ter uma alimentação saudável e equilibrada é importante todo o ano, mas no regresso às aulas ganha uma nova dimensão. Depois de alguns excessos de Verão, é importante que a criança recupere a sua rotina alimentar e se alimente correctamente, garantido que obtém todos os nutrientes que necessita neste arranque de ano. Todas as refeições são importantes e devem ter horas estipuladas, de forma a existir uma rotina alimentar. 

PÚBLICO -
Foto
D.R.
  • Pequeno-almoço: O pequeno-almoço é a refeição mais importante do dia e por isso deve ser aquela em que garante que o seu filho começa o dia com energia. À mesa deve haver pão ou cereais, frutas, lacticínios ou outros produtos alternativos como leite de aveia. Em caso de dúvida ou restrições alimentares, a melhor opção é consultar um nutricionista. 
  • Lanches e snacks: É importante que o seu filho/educando se alimente entre refeições. Nos intervalos da escola deve brincar mas também repor energias. Opte por lanches saudáveis que incluam fruta, iogurtes, vegetais ou pão.
  • Almoço e jantar: Essencialmente ao jantar, é preciso definir uma hora para estas refeições. É importante que a criança não jante tarde de forma a não atrasar a hora de deitar. Procure confeccionar refeições variadas, intercalando entre carne e peixe e inclua sempre vegetais e legumes nestas refeições. 

 

4. Estudo vs. brincadeira

O regresso às aulas é uma fase de novos desafios que acarreta novas responsabilidades para as crianças e representa mais um passo na sua progressão académica. Nesta fase, é fundamental consciencializar os mais novos de que as férias terminaram, explicando-lhes o período que estão agora a viver. Procure explicar-lhes que a escola é importante e que exige esforço e disciplina, mas que mais tarde trará também frutos. Ainda assim, procure não colocar demasiada pressão nas crianças já que esta fase é, por si só, um momento de ansiedade. Além disso, haverá tempos livres para fazerem o que mais gostam. 

Os tempos de estudo devem ser bem definidos, mas contrabalançados com momentos de diversão e descontracção. Não se esqueça: os videojogos, televisão, tablet ou telemóveis, na medida certa, estão incluídos na parte da brincadeira e não do estudo!

PÚBLICO -
Foto
D.R.
  • Defina uma hora para fazer os trabalhos de casa;
  • Ajude-o a criar hábitos de estudo;
  • Diariamente, brinque com o seu filho/educando e partilhe com ele momentos de lazer. Contar uma história para adormecer é algo que os mais pequeninos valorizam. 

5. “Deitar cedo e cedo erguer…”

É sabedoria popular e todos nós sabemos terminar o ditado: “... dá saúde e faz crescer”. Com o regresso às rotinas, é importante garantir que a criança dorme entre 8 a 10 horas por noite, dependo da necessidade de cada uma. Nas férias é normal que se percam alguns destes hábitos, pois os horários não são tão rígidos. Assim, é importante que antes do começo das aulas volte a habituar a criança aos horários escolares, para que no primeiro dia de aulas acorde com vitalidade e energia.

PÚBLICO -
Foto
D.R.
  • Fixe uma hora para ir para cama;
  • Repita a mesma rotina durante vários dias, antes das aulas começarem.


6. Uma boa conversa antes do regresso às aulas

Nesta fase do ano é normal que a criança se sinta mais ansiosa: é o regresso à rotina, vai rever amigos, voltam as brincadeiras, mas regressam também os testes e os trabalhos de casa. Assegure-se que este não é uma fase de ansiedade. Converse com o seu filho e/ou educando e explique-lhe que irá começar um novo ano, mas que poderá a aproveitar o tempo livre para fazer o que mais gosta. Além disso, as férias “grandes” estão de regresso no próximo ano, mas haverá tempos livres entre os compromissos escolares. 

PÚBLICO -
Foto
D.R.