Os fungos alien de Diana Policarpo deram-lhe o Prémio Novos Artistas EDP

Compositora e artista visual que apresenta uma instalação multimédia no MAAT foi a escolhida desta 13.ª edição. O júri atribuiu ainda uma menção honrosa à pintura de Isabel Madureira Andrade.

Fotogaleria
daniel rocha
Fotogaleria
Death Grip, 2019 daniel rocha
Fotogaleria
Death Grip, 2019: A composição sonora, que é distribuída por 10 canais independentes espalhados por toda a sala, está sincronizada com as imagens em movimento daniel rocha
Fotogaleria
Death Grip, 2019 daniel rocha
Fotogaleria
daniel rocha

Chegada há um mês de Londres, onde viveu e trabalhou nos últimos dez anos, a artista Diana Policarpo, 33 anos, é a vencedora do Prémio Novos Artistas Fundação EDP, no valor de 20 mil euros, anunciou esta terça-feira a instituição numa cerimónia no Museu de Arte Arquitectura e Tecnologia (MAAT), em Lisboa. Artista visual e compositora, Diana Policarpo regressa a Lisboa com algum optimismo numa época em que a Grã-Bretanha se prepara para sair da União Europeia – “o Brexit foi determinante” –, mas também preparada, como diz com humor, para ser uma jovem artista até aos 60 anos.