Um ano depois do ataque a Alcochete, o que mudou?

Uma nova Autoridade para a violência no desporto, um grupo de trabalho sobre o assunto e a revisão da Lei de combate à violência, ao racismo, à xenofobia e à intolerância nos espectáculos desportivos foi o que se fez até agora

Academia do Sporting, em Alcochete
Foto
Academia do Sporting, em Alcochete LUSA/MÁRIO CRUZ

A tarde ia bem avançada quando as televisões começaram a emitir imagens chocantes de um grupo compacto de quatro dezenas de homens encapuzados a correrem em direcção ao portão da Academia do Sporting, em Alcochete. Munidos de cintos, bastões, tochas e outros materiais pirotécnicos iniciavam um dos mais lamentáveis e inéditos episódios de violência desportiva da história do futebol português. O mediatismo do caso acordou de vez o poder político para este fenómeno, mas, um ano depois deste incidente tão mediatizado está ainda muito para fazer para prevenir casos idênticos no futuro.