Cinco taxistas detidos por especulação

PSP decidiu intensificar operações de fiscalização, nomeadamente no que toca aos táxis que operam a partir do aeroporto de Lisboa.

Foto
Taxistas cobraram mais do que a tabela no transporte a partir do aeroporto Miguel Manso

Entre sábado e domingo, a PSP prendeu cinco taxistas em Lisboa por crime de especulação, mais concretamente o de estarem a cobrar mais do que o devido a cidadãos estrangeiros no transporte a partir do aeroporto Humberto Delgado, na capital.

Num comunicado divulgado neste domingo, o Comando Metropolitano de Lisboa da PSP dá conta que estas detenções foram efectuadas em operações desencadeadas por equipas de polícias da Esquadra de Trânsito da Divisão de Segurança Aeroportuária.

Três dos cinco taxistas detidos foram presos neste domingo: um às 9h40 na Avenida Duque de Ávila, outro às 11h00 na Avenida Almirante Reis e o último às 14h20 na Rua Cecílio de Sousa. 

Na mesma nota, a PSP informa que já neste sábado tinham sido detidos outros dois taxistas pela prática de crimes idênticos no transporte de cidadãos estrangeiros desde a zona de chegadas do Aeroporto Humberto Delgado para vários hotéis de Lisboa. Os taxistas foram libertados, mas irão responder em tribunal, informa também a PSP.

Estes incidentes levaram o Comando Metropolitano de Lisboa da PSP a “intensificar as operações de fiscalização rodoviária direccionadas para veículos de táxi e vocacionadas para a prevenção deste tipo de ilícito e simultaneamente para a redução da sinistralidade rodoviária”.