Instagram

Pró-escolha, pró-bolos: atacar o sexismo pela barriga

Fotogaleria

Chamar-lhe-íamos adoçar a mensagem. Torná-la mais fácil de engolir. Conquistar — leia-se "abolir o patriarcado" — pela barriga. Becca Rea-Holloway (@thesweetfeminist no Instagram) é uma jovem norte-americana, feminista, que gosta de fazer bolos e depois cobri-los com cremes coloridos e frases que, em 2018, ainda continuam a ser provocadoras. Olha prova: "Aborto não é uma palavra má." "Mulheres poderosas não são histéricas." "Abusadores não merecem ovações de pé.”

A viver em Washington DC, Becca escreve no topo do bolo frases de políticos norte-americanos (ou do próprio Presidente). Outras vezes, enfeita os bolos com gritos de guerra que deixam qualquer feminista com água na boca. "Pró-escolha, pró-bolo” são os "dois tópicos favoritos" — ou seja, direitos reprodutivos femininos e... bolo — e deram origem ao projecto “espontâneo” da pasteleira conhecida por “pôr manteiga em coisas que tu nem sabias que precisavam de manteiga”.

Segundo a própria, o resto da lista de ingredientes é simples: “Farinha, desprezo pelo patriarcado e por ideologias regressivas, açúcar. Oh, e raiva desenfreada." "Feito com amor"? Risca. "Feito com raiva”, lê-se, a rosa, escrito com pasta de açúcar. A quem servias uma fatia?

@thesweetfeminist
@thesweetfeminist
@thesweetfeminist
@thesweetfeminist
@thesweetfeminist
@thesweetfeminist
@thesweetfeminist
@thesweetfeminist
@thesweetfeminist
@thesweetfeminist
@thesweetfeminist
@thesweetfeminist
@thesweetfeminist
@thesweetfeminist
@thesweetfeminist
Sugerir correcção