Um adeus a Paredes de Coura, que ainda teve mais um dia para uma despedida menos triste

O último dos quatro dias de festival costuma ser o mais pesaroso.

Paulo Pimenta
Fotogaleria
Paulo Pimenta

O último dos quatro dias de festival costuma ser o mais pesaroso. Este ano a organização trabalhou para que fosse menos doloroso deixar o território que serviu de casa temporária para mais de 10 mil pessoas: levantaram-se as estacas que seguraram as tendas ao som da música. No palco junto ao rio havia quem estivesse a passar som para os campistas e melómanos militantes.

Há poeira no ar, este ano mais do que noutros. Há quem carregue nas costas o peso do cansaço de quatro dias. Há os que se despedem com promessas de amor e de um reencontro marcado para o próximo ano. Há ainda os que ali vão ficar mais um dia. Há ainda uma certeza, em 2019 o festival volta entre 14 e 17 de Agosto para escrever mais umas linhas nos verdes anos de muitos e para que outros afoguem a nostalgia dos primeiros anos do festival, que fazem de Paredes de Coura uma vila grande todos os Verões.

Até para o ano Paredes de Coura, muitos sabem que te preparas para mais um capítulo a juntar aos 26 já somados.

Texto: André Vieira

Paulo Pimenta
Paulo Pimenta
Paulo Pimenta
Paulo Pimenta
Paulo Pimenta
Paulo Pimenta
Paulo Pimenta
Paulo Pimenta
Paulo Pimenta
Paulo Pimenta
Paulo Pimenta
Paulo Pimenta
Paulo Pimenta
Paulo Pimenta
Paulo Pimenta
Paulo Pimenta
Paulo Pimenta
Paulo Pimenta
Paulo Pimenta
Paulo Pimenta
Paulo Pimenta
Paulo Pimenta
Paulo Pimenta
Paulo Pimenta
Paulo Pimenta