Blink to Speak: “falar” com os olhos quando o corpo não mexe

Guia foi desenvolvido para pessoas com paralisia que não conseguem comunicar. Festival Internacional de Criatividade de Cannes premiou a ideia.

Descrevem-no como o primeiro guia mundial de linguagem ocular e quer ser uma porta aberta para a comunicação de pessoas com paralisia que têm dificuldade em falar ou não o conseguem fazer de todo. O Blink To Speak, desenhado por uma agência de publicidade, conquistou recentemente o prémio de criatividade num festival internacional em Cannes.

“É útil para pacientes com uma mente funcional mas um corpo paralisado”, explica a agência TBWA no site do projecto: “Esta linguagem vai facilitar a comunicação entre pacientes e cuidadores ou familiares. Pode ser uma ajuda para comunicar, permanente ou temporária.” 

PÚBLICO -
Foto

O manual — disponível gratuitamente para download em várias línguas — combina vários movimentos oculares (abrir os olhos, fechar, piscar um olho, piscar os dois, revirar os olhos, olhar para a esquerda, para a direita, para cima, para baixo) para transmitir mensagens simples como “sim”, “não”, “quero água”, “estou com dores”, “gosto de ti”, entre outras. E tem ainda uma página com o alfabeto para mensagens mais complexas.

O júri do Lions Health Grand Prix For Good descreveu este guia como uma espécie de “cura para a paralisia”. Para aprender a usar o manual, a agência disponibilizou online uma série de tutoriais em vídeo.