Directoras de museus em Guimarães e Braga reconduzidas

Isabel Fernandes e Maria Cunha e Silva foram reconduzidas nos seus cargos através de despacho publicado em Diário da República.

Pintura, Arte
Foto
Isabel Fernandes no Museu de Alberto Sampaio PAULO RICCA / PUBLICO

A Direcção Regional de Cultura do Norte reconduziu a directora do Paço dos Duques, Museu de Alberto Sampaio e Castelo, em Guimarães, Isabel Fernandes, e a directora das unidades museológicas Diogo de Sousa e Biscainhos, em Braga, Maria Cunha e Silva.

Em despacho publicado em Diário da República, e com efeitos a partir de Julho, o director da Direcção Regional do Norte, António Ponte, explica que Isabel Maria Fernandes nasceu em 1957, é natural do Porto, vive em Guimarães, sendo licenciada em História (Faculdade de Letras da Universidade do Porto), doutorada em Idade Contemporânea no Instituto de Ciências Sociais da Universidade do Minho (2013) e possui ainda o Curso de Conservador de Museu.

Antes de ser a responsável pelo Paço dos Duques, Museu de Alberto Sampaio e Castelo de Guimarães, cargo que ocupa desde Novembro de 2014, Isabel Maria Fernandes foi Conservadora do Museu de Olaria entre 1983 e 1995, directora do Museu de Alberto Sampaio, entre 1999 e 2010, bolseira da FCT entre 2010 e 2012, técnica superior da Direcção Regional de Cultura do Norte e exerceu funções no Museu de Alberto Sampaio/Paço dos Duques, entre 2012 e 2014.

Maria Isabel Cunha e Silva, lê-se no texto, ingressou em 1980 na função pública, tendo iniciado funções de técnica superior no Serviço Regional de Arqueologia - Zona Norte, no âmbito da preservação do património e da museologia em 1981.

Desde 1985 desempenha funções de técnica superior, no Museu de Arqueologia D. Diogo de Sousa, tendo sido nomeada directora do Museu de Arqueologia D. Diogo de Sousa, no ano de 1991, funções que desempenha até à presente data, e de então para cá tem desenvolvido actividades, no âmbito da museologia e da divulgação do património.