Isabel dos Santos condena “falsas notícias” para criar “tumulto político em Angola”

Rumores sobre um possível agravamento do estado de saúde de José Eduardo dos Santos circularam durante a semana nas redes sociais.

Reuters
Foto
Reuters

A empresária Isabel dos Santos, filha do Presidente angolano, José Eduardo dos Santos, condenou na sexta-feira, através da sua conta na rede social Instagram, a difusão de “falsas notícias” para “criar confusão e tumulto político em Angola”.

Isabel dos Santos não menciona explicitamente as alegações em causa, mas a mensagem surge no final de uma semana marcada pela circulação de rumores nas redes sociais sobre um possível agravamento do estado de saúde do Presidente. Essas informações, também veiculadas pelos órgãos informativos Maka Angola e Folha 8, habitualmente críticos do regime angolano, não foram confirmadas até ao momento pelo PÚBLICO.

“Até que ponto chega o egoísmo, e ambição desmedida destas pessoas, até ao ponto de ignorar, que existem familiares e amigos... Oportunistas e criadores de falsas notícias”, lê-se na mensagem, que termina com hashtags alusivas aos dois referidos órgãos e ao jornalista e activista Rafael Marques.

Angola escolhe o sucessor de José Eduardo dos Santos, há 38 anos no poder, a 23 de Agosto. Em Fevereiro, o Presidente confirmou que não iria concorrer a um novo mandato. O vice-presidente do MPLA, João Lourenço, é o candidato do partido.