"Ronaldo acordou", diz a imprensa internacional

Cristiano Ronaldo festeja um dos seus golos
Foto
Cristiano Ronaldo festeja um dos seus golos FRANCISCO LEONG/AFP

El País (Espanha)

“Cristiano Ronaldo acordou para este Europeu no momento-chave para Portugal”, escreve o jornal espanhol, que destaca a exibição do “capitão” português, autor de dois golos e uma assistência: “Uma maravilha” é como o El País qualifica o golo de calcanhar de Cristiano Ronaldo, além de descrever a forma de jogar de Portugal como “descalibrada”.

The Guardian (Inglaterra)

“Ronaldo tornou-se o primeiro jogador a marcar em quatro fases finais de Europeus. Também estabeleceu um novo recorde de 17 jogos, um tributo ao facto de o seu brilhantismo ser mais do que igualado pela sua incrível perseverança. Ele nunca aceita um não como resposta”, escreve o enviado do Guardian a Lyon. A crónica do jornal inglês termina a dizer que Portugal “deve encontrar rapidamente a sua identidade se quiser ir mais além”.

L’Équipe (França)

“A boa notícia esperada por perto de 11 milhões de portugueses chegou por fim, ao mesmo tempo que o Verão. Como no último Euro (frente à Holanda), Cristiano Ronaldo acordou no último jogo da fase de grupos, levando o seu país a uma qualificação espectacular mas dolorosa frente à Hungria (3-3)”, escreve o jornal francês, destacando o recorde de Cristiano Ronaldo, ao ser o primeiro a apontar golos em quatro Europeus. Este feito, no entanto, acrescenta o L’Équipe, “não faz esquecer os suores frios” causados aos adeptos portugueses.

El Mundo (Espanha)

“Cristiano Ronaldo agarrou a sua selecção pelos colarinhos, acordou-a e levou-a para os oitavos-de-final. Marcou dois golos no festival que se realizou em Lyon. Um apaixonante 3-3, o melhor jogo do torneio”, escreve o enviado do El Mundo, considerando que haverá um “bonito duelo” entre Cristiano Ronaldo e Modric nos oitavos-de-final.