Transportes

Túnel do Marão: cronologia de maior túnel ibérico em imagens

Desde a primeira promessa de construção de uma autoestrada entre Amarante e Vila Real, para reduzir os muitos acidentes registados no IP4, passou exactamente uma década.  

Foi em Abril de 2006 que se ouviu, pela primeira vez, a promessa de que se iria construir uma nova autoestrada para ligar Amarante a Vila Real com o objectivo de servir de alternativa ao IP4 e ao seu traçado com elevado índice de sinistralidade Manuel Roberto / Público
Fotogaleria
Foi em Abril de 2006 que se ouviu, pela primeira vez, a promessa de que se iria construir uma nova autoestrada para ligar Amarante a Vila Real com o objectivo de servir de alternativa ao IP4 e ao seu traçado com elevado índice de sinistralidade Manuel Roberto / Público

Desde a primeira promessa de construção de uma auto-estrada entre Amarante e Vila Real, para reduzir os muitos acidentes registados no IP4,  passou exactamente uma década. As obras do maior túnel rodoviário da Península Ibérica começaram em Junho de 2009, mas foram suspensas apenas três meses depois, com uma primeira providência cautelar interposta pela empresa Águas do Marão. Depois foram os problemas de financiamento do consórcio que bloquearam a obra. O Túnel do Marão entra na história por ser a primeira obra pública resgatada pelo Estado – e tal só aconteceu dois anos após a paragem da empreitada. A empresa pública investiu mais 150 milhões de euros, sendo que 89 milhões de euros vieram de fundos europeus. Em Novembro de 2014 começaram as obras de perfuração do túnel. E um ano depois realiza-se a ultima detonação, e assiste-se à união das duas frentes de obra. 

 

O concurso público para a obra túnel do Marão foi lançado em Fevereiro de 2007. A 31 de Maio de 2008, o primeiro-ministro José Sócrates (na foto) preside à cerimónia que marca o arranque da construção
O concurso público para a obra túnel do Marão foi lançado em Fevereiro de 2007. A 31 de Maio de 2008, o primeiro-ministro José Sócrates (na foto) preside à cerimónia que marca o arranque da construção Nelson Garrido/Público
Por causa de uma providência cautelar interposta pela empresa Águas do Marão, a construção do túnel pára pela primeira vez em Setembro de 2009.
Por causa de uma providência cautelar interposta pela empresa Águas do Marão, a construção do túnel pára pela primeira vez em Setembro de 2009. Lara Jacinto / Público
Ainda com as obras do túnel paradas, houve um acidente em Março de 2010 nos viadutos de acesso ao túnel: a queda da cofragem metálica do viaduto fez um morto e oito feridos ligeiros. A construção do túnel, propriamente dita, não registou sinistralidade
Ainda com as obras do túnel paradas, houve um acidente em Março de 2010 nos viadutos de acesso ao túnel: a queda da cofragem metálica do viaduto fez um morto e oito feridos ligeiros. A construção do túnel, propriamente dita, não registou sinistralidade Nelson Garrido/Público
Duas providências cautelares depois, o rearranque das obras faz-se em Maio de 2010
Duas providências cautelares depois, o rearranque das obras faz-se em Maio de 2010 Paulo Pimenta / Público
José  Sócrates fez uma visita à obra para assinalar o reinício dos trabalhos
José Sócrates fez uma visita à obra para assinalar o reinício dos trabalhos Paulo Pimenta / Público
A diferença de cota máxima entre o túnel e a serra do Marão atinge os 520 metros.
A diferença de cota máxima entre o túnel e a serra do Marão atinge os 520 metros. Paulo Pimenta / Público
Foram escavados em túnel quase 1.400.000 metros cúbicos
Foram escavados em túnel quase 1.400.000 metros cúbicos Paulo Pimenta / Público
Chegaram a trabalhar em simultâneo nas obras subterrâneas 786 pessoas, das quais 120 mineiros directamente nas frentes de escavação.
Chegaram a trabalhar em simultâneo nas obras subterrâneas 786 pessoas, das quais 120 mineiros directamente nas frentes de escavação. Paulo Pimenta / Público
As obras  sofreram outro importante revés. A concessionária suspendeu a obra em Junho de 2011, alegando falta de dinheiro. Tinha investido 200 milhões de euros e 60% dos trabalhos realizados.
As obras sofreram outro importante revés. A concessionária suspendeu a obra em Junho de 2011, alegando falta de dinheiro. Tinha investido 200 milhões de euros e 60% dos trabalhos realizados. Nelson Garrido/Público
As dificuldades em fazer levantamentos bancários quando todos os prazos de construção tinham sido ultrapassados. Ficaram 1400 trabalhadores desempregados
As dificuldades em fazer levantamentos bancários quando todos os prazos de construção tinham sido ultrapassados. Ficaram 1400 trabalhadores desempregados Lara Jacinto / Público
As obras estiveram paradas mais de três anos. O nó só se começou a desatar quando, em Novembro de 2013, a Infraestruturas de Portugal resgata o projecto por incumprimento da concessionária. E assume a obra.
As obras estiveram paradas mais de três anos. O nó só se começou a desatar quando, em Novembro de 2013, a Infraestruturas de Portugal resgata o projecto por incumprimento da concessionária. E assume a obra. Manuel Roberto / Público
Em Fevereiro de 2014 foram abertos os concursos para a conclusão do túnel. O projecto foi consignado com a execução de quatro empreitadas diferentes
Em Fevereiro de 2014 foram abertos os concursos para a conclusão do túnel. O projecto foi consignado com a execução de quatro empreitadas diferentes Fernando Veludo / Nfactos
Em Novembro de 2014 recomeçaram as obras de escavação
Em Novembro de 2014 recomeçaram as obras de escavação Fernando Veludo / Nfactos
Em Outubro e em Novembro de 2015, primeiro na galeria sul, depois na galeria norte, as duas frentes de trabalho ficaram ligadas, passando a ser possivel atravessar o túnel em toda a sua extensão
Em Outubro e em Novembro de 2015, primeiro na galeria sul, depois na galeria norte, as duas frentes de trabalho ficaram ligadas, passando a ser possivel atravessar o túnel em toda a sua extensão Fernando Veludo / Nfactos
Em Outubro de 2015, no primeiro dia em que se "viu a luz" ao fundo do túnel, e uma das galerias ficou integralmente, houve direito a festa. Sem champanhe (o consumo de alcool teve tolerância zero durante toda a obra) mas com muitos produtos regionais
Em Outubro de 2015, no primeiro dia em que se "viu a luz" ao fundo do túnel, e uma das galerias ficou integralmente, houve direito a festa. Sem champanhe (o consumo de alcool teve tolerância zero durante toda a obra) mas com muitos produtos regionais Fernando Veludo / Nfactos
Trabalhadores à espera do presidente da Infraestruturas de Portugal, para presidir à cerimónia de varamento da galeria sul: nome técnico dado à detonação final que conduz ás ultimas escavações  para que as duas frentes de obra se unam.
Trabalhadores à espera do presidente da Infraestruturas de Portugal, para presidir à cerimónia de varamento da galeria sul: nome técnico dado à detonação final que conduz ás ultimas escavações para que as duas frentes de obra se unam. Fernando Veludo / Nfactos
Para a construção do túnel contabilizaram-se mais de 1.710.000 horas trabalhadas. É hora de descansar.
Para a construção do túnel contabilizaram-se mais de 1.710.000 horas trabalhadas. É hora de descansar. Fernando Veludo / Nfactos
Vista do interior, na véspera da inauguração
Vista do interior, na véspera da inauguração Nélson Garrido
Há 120 câmaras a ligar o interior ao centro de controlo
Há 120 câmaras a ligar o interior ao centro de controlo Nélson Garrido
Vista do viaduto de acesso; os automobilistas vão pagar 1,95 euros (classe 1) e 4,90 euros (classe 4)
Vista do viaduto de acesso; os automobilistas vão pagar 1,95 euros (classe 1) e 4,90 euros (classe 4) Nélson Garrido
Sugerir correcção