Espanha e Marrocos desmantelam rede de recrutamento do Estado Islâmico

Foram detidos 14 suspeitos na região de Madrid e em cinco cidades marroquinas.

Foto
Imagem de um campo de treino do Estado Islâmico DR

Em causa estará "uma rede de aliciamento e envio de combatentes para as fileiras da organização terrorista Daesh [outra das designações do Estado Islâmico], nas regiões da Síria e do Iraque que estão sob o seu controlo", avançou em comunicado o Ministério do Interior espanhol.

Os 14 suspeitos foram detidos em San Martín de la Vega – uma pequena localidade nos arredores de Madrid – e nas cidades marroquinas de Fez, Casablanca, Nador, Al Hoceima e Driouech.

Esta operação das autoridades espanholas e marroquinas surge quatro dias depois de um cidadão marroquino de 26 anos ter entrado num comboio de alta velocidade em França com uma Kalashnikov e um x-acto, tendo sido dominado por alguns dos passageiros. O suspeito chama-se Ayoub El Kahzzani, viveu vários anos em Espanha e estava referenciado pelas autoridades do país como uma pessoa radicalizada.