Claudio Ranieri demitido de seleccionador da Grécia após desaire com Ilhas Feroé

Sucessor de Fernando Santos durou muito pouco tempo no cargo.

O treinador durante o jogo ditou a sua saída
Foto
O treinador durante o jogo ditou a sua saída AFP

O italiano Claudio Ranieri foi demitido do cargo de seleccionador da Grécia, um dia depois da derrota com as Ilhas Feroé, anunciou a Federação Grega de Futebol este sábado.

"Não havia outra solução do que terminar com esta colaboração", refere a nota distribuída pela federação helénica, acrescentando que a reunião entre o presidente do organismo, Giorgios Sarris, e Ranieri decorreu "num bom clima".

A grande surpresa da noite europeia de sexta-feira foi a derrota da Grécia com as Ilhas Faroé, por 1-0, com um golo de Joan Simun Edmundsson, naquela que foi o quarto desaire consecutivo em casa dos helénicos.

O comunicado esclarece que, apesar da rescisão, Ranieri ainda orientará a Grécia na próxima terça-feira, no jogo particular com a Sérvia, adversária de Portugal no Grupo I de apuramento ao Euro2016.

Ranieri tinha sido contratado em Julho para o lugar de Fernando Santos, que assumiu o cargo de selecionador de Portugal, e deixa a Grécia – campeã europeia em 2004, no torneio organizado por Portugal – no último lugar do Grupo F, com apenas um ponto em quatro jogos.

No mesmo comunicado, a federação grega frisou que "há tempo" para encontrar o sucessor do treinador italiano, até porque o próximo jogo dos helénicos da fase de apuramento ao Euro2016, em França, está marcado para 29 de Março, na Hungria.