Sinalética do Caminho de Santiago vai ser concluída na Região Centro

O objectivo é proceder ao levantamento das necessidades de sinalética do Caminho de Santiago em Vila Nova da Barquinha, Ferreira do Zêzere e Tomar.

Foto

O presidente da Turismo do Centro, Pedro Machado, salientou à agência Lusa a importância do turismo religioso para a região, com o culto mariano de Fátima, a herança judaica em diferentes concelhos e o Caminho de Santiago.

Em Portugal, este itinerário das antigas peregrinações a Santiago de Compostela "tem um percurso assinalável" na Região Centro, entre Lisboa e a capital da Galiza (Espanha), acrescentou.

O protocolo de parceria entre a Turismo do Centro e a Associação de Peregrinos Via Lusitana, no âmbito do Projecto de Sinalética e Promoção do Caminho de Santiago no Centro de Portugal, será assinado às 15h30, no salão nobre da Câmara Municipal de Tomar.

O seu principal objectivo é "proceder ao levantamento das necessidades de sinalética" do Caminho de Santiago, nos municípios da região do Médio Tejo: Vila Nova da Barquinha, Ferreira do Zêzere e Tomar.

O levantamento e o relatório final deverão estar concluídos até 31 de Maio, de acordo com uma nota da Turismo do Centro.

"O projecto de sinalética segue as normas do Conselho da Europa para o Itinerário Cultural Europeu – Caminho de Santiago, facilitando a sua interpretação pelos peregrinos das mais diversas nacionalidades", adianta a nota.

Este acordo "vem dar continuidade ao projecto desenvolvido pela Turismo Centro de Portugal de qualificar e marcar o troço do Caminho Português de Santiago na Região Centro".

Este trabalho, envolvendo as autarquias, já foi efectuado, em 2011 e 2012, nos restantes concelhos cujo território é atravessado pelo caminho: Alvaiázere, Ansião, Penela, Condeixa-a-Nova, Coimbra, Mealhada, Anadia, Águeda e Albergaria-a-Velha.

Sugerir correcção
Comentar