Walk Animal: caminhar para ajudar os animais

Em 2013, espera-se que o Walk Animal deixe as suas pegadas nas cidades de Gaia, do Porto e de Lisboa

Caminhar para ajudar os animais. É o conceito do projecto Walk Animal que desde 2011 tem vindo a reunir fundos de ajuda para associações de protecção animal. Como? Exactamente através da organização de caminhadas em várias cidades de Portugal. Com algum sucesso: só na edição de 2012 foram angariados cerca de seis mil euros para instituições de todo o país.

Nestas caminhadas podem participar todos aqueles que tenham animais de estimação. Mas calma: se não tiveres um, também podes participar. Ou então fazes-te acompanhar por um dos que estão para adopção nas asociações. A inscrição custa 3,5 euros, valor que reverte a favor de instituições como Animais de RuaCãoViverAssociação Senhores Bichinhos, entre outras.

Profissional de gestão de eventos, Nuno Magalhães criou este projecto para se dedicar assim à sua "grande paixão", os animais. Como em Portugal já tinham sido feitas algumas caminhadas de pequena escala e algumas manifestações em prol dos animais, Nuno decidiu fazer “algo diferente através de um evento mais amistoso”.

Na primeira edição, em 2011, a caminhada conseguiu ajudar um total de 30 associações: mais de 1360 pessoas contribuíram com mais de três mil euros em donativos a partir das cidades de Lisboa, Faro e Gaia. Em 2012, caminhou-se em Lisboa, Gaia e Olhão. Apesar da adesão ao evento ter sido menor (470 inscrições), foram reunidos mais de seis mil euros.

“Causas animais são levadas pouco a sério”

Uma das principais dificuldades que o Walk Animal tem enfrentado é a falta de apoios. Nuno refere que enquanto “toda a gente apoia o futebol”, as causas animais ainda “são levadas pouco a sério, especialmente pelas instituições públicas”. 

Apesar disso, Nuno não desanima. Aliás, um dos seus objectivos é criar um evento musical semelhante ao conhecido “Live Aid”, tendo como objectivo apoiar a protecção de animais em vias de extinção. Para já tem passado a palavra em países como Macau, Rússia e Dubai e o feedback tem sido "positivo".

Quanto à edição de 2013, Nuno adianta que o Walk Animal irá passar, possivelmente, pelas cidades do Porto, Gaia e Lisboa.