Leitura do acórdão

Condenados vão pagar entre 15 e 25 mil euros de indemnizações às vítimas

Ferreira Diniz foi condenado a sete anos de prisão
Foto
Ferreira Diniz foi condenado a sete anos de prisão Foto: José Manuel Ribeiro/Reuters

Os seis arguidos condenados no âmbito do processo Casa Pia, além das penas de prisão efectiva, vão ter de pagar indemnizações às vítimas que variam entre os 15 mil euros e os 25 mil euros.

Carlos Cruz terá de pagar 25 mil euros a duas vítimas. O mesmo valor terá de pagar Hugo Marçal e Manuel Abrantes, também a duas vítimas cada. Já Jorge Ritto pagará 25 mil euros a uma vítima e Ferreira Diniz foi condenado a pagar o mesmo valor a três vítimas. Por último, Carlos Silvino terá de pagar 15 mil euros a 20 vítimas.

Penas de prisão entre cinco anos e nove meses e 18 anos

A seis dos sete arguidos do processo Casa Pia foram determinadas penas de prisão entre cinco anos e nove meses e 18 anos, sendo que a pena mais alta foi aplicada a Carlos Silvino, o antigo motorista da instituição, sentenciado por 126 crimes dados como provados.

Apenas Gertrudes Nunes, proprietária da casa em Elvas onde ocorreram abusos sexuais de menores, foi absolvida das 26 acusações de lenocínio (fomento da prostituição) que lhe eram imputadas.

Quase seis anos depois, o julgamento do processo Casa Pia chegou hoje ao fim com a leitura do acórdão final. O coletivo de juízes foi presidido por Ana Peres, coadjuvada por Lopes Barata e Ester Santos.

Condenações:

Carlos Silvino: 18 anosCarlos Cruz: 7 anos
Ferreira Diniz: 7 anos
Jorge Ritto: 6 anos e 8 meses
Hugo Marçal: 6 anos e 2 meses
Manuel Abrantes: 5 anos e 9 meses

Absolvida:

Gertrudes Nunes