Sporting

Paulo Sérgio quer um "pinheiro" no ataque dos "leões"

Paulo Sérgio quer mais reforços para a equipa
Foto
Paulo Sérgio quer mais reforços para a equipa João Gaspar (arquivo)

O treinador de futebol do Sporting afirmou hoje que o clube está no mercado até final e manifestou o desejo de ter “um pinheiro” para a frente de ataque, confirmando que Di Santo está em análise.

“Estamos no mercado desde que abriu e vamos estar até que feche. Seria desejável termos o que identifiquei desde início como necessidades, estou esperançoso que aconteça, mas, caso contrário, vamos com estes até à morte. Para mim são os melhores do mundo”, disse Paulo Sérgio, em conferência de imprensa.

O técnico referiu que, mais importante do que um jogador em si, são as suas características, explicando que pretende um avançado diferente dos que estão no actual plantel. “São todos muitos parecidos uns com os outros e o que quero é um atacante diferente. Temos caudal ofensivo, mas falta um pinheiro com 1,90 metros, que lhe possamos acertar com a bola na cabeça e ela vá para dentro da baliza”, afirmou.

Sobre Di Santo, apenas um comentário lacónico: "É um entre dezenas de nomes que temos avaliado”, acrescentou.

Paulo Sérgio referiu também que a recuperação de Pedro Mendes e Izmailov será importante para o reforço do grupo, pois são jogadores de “qualidade”.

Em relação ao próximo jogo, frente à Naval 1.º Maio, o técnico referiu que a equipa tem mais confiança e serenidade depois das últimas vitórias, mas espera dificuldades. “As vitórias trazem confiança e maior serenidade para fazer o nosso trabalho, a nós e a toda a gente. A Naval também está a fazer bom início de temporada e também está confiante. Temos que nos preocupar connosco, mas sabemos que vamos ter uma tarefa difícil”, disse, lembrando as dificuldades porque passou o FC Porto na Figueira da Foz.

Paulo Sérgio referiu que a Naval está diferente da época passada e considerou uma equipa que tem dos melhores executantes de ataques rápidos em Portugal.

“Tem o bloco mais curto e pressionante, mas continua a ser uma equipa perigosa a partir para o contra-ataque e tem dos melhores executantes desse estilo de jogo em Portugal: o Marinho”, afirmou.

O técnico não quis revelar qual o sistema a utilizar, nem se João Pereira vai regressar à titularidade, mas elogiou a exibição de Abel na Dinamarca, considerando que estas são as dores de cabeça que espera ter.

O treinador dos “leões” falou também sobre os centrais da sua equipa. Considerou que a dupla Carriço-Nuno Coelho tem dado “boa resposta”, manifestou confiança em Polga e explicou a situação de Torsiglieri.

“O Marco Torsiglieri tem todas as boas características que um central deve ter, o que falta é interagir melhor na organização colectiva que nós queremos. Isso carece de trabalho, adaptação e da sua resposta”, referiu.

Sobre Tonel, que deixou o Sporting para jogar no Dínamo de Zagreb, Paulo Sérgio elogiou o jogador e a sua postura, considerando que é um atleta à sua imagem.

Em relação a Diogo Salomão, o técnico referiu que não se quer precipitar e que espera pelo "timing" certo, mas confessou que a oportunidade para o jovem está mais próxima.

A terminar, o técnico lembrou que, apesar das duas vitórias, não quer euforias, até porque ainda existem muitas coisas a melhorar, pois um grupo novo com um técnico novo precisa de “período de evolução” para chegar a um pleno.