UP aposta na participação económica e social do país

A aposta numa "universidade de investigação", a participação "activa no desenvolvimento económico e social da Região Norte e do país e a excelência na formação segundo os mais exigentes padrões internacionais de aferição" são as linhas gerais de actuação para o novo mandato do reitor da Universidade do Porto (UP), José Marques dos Santos, que ontem tomou posse do cargo, numa cerimónia presidida pelo ministro Mariano Gago (ver página 16).

No início de um novo mandato, o reitor disse ter "consciência da ambição do projecto" que se propõe concretizar e convidou a comunidade académica a envolver-se, dando "contributos importantes para que a universidade tenha êxito na caminhada que vai empreender". Marques dos Santos estendeu o apelo ao tecido empresarial, às instituições, à comunidade local e às estruturas políticas, em particular das locais e regionais". Marques dos Santos revelou que pretende "seguir uma estratégia bem articulada entre todas as unidades que integram a UP", para consolidar a posição que a instituição ocupa junto das melhores universidades da Europa e, a médio prazo, ao nível das melhores universidades mundiais. Margarida Gomes