Benfica

Luís Filipe Vieira: “Se tivermos que nos endividar mais, vamos endividar-nos mais”

“Não me assusta o endividamento do Benfica" diz Vieira
Foto
“Não me assusta o endividamento do Benfica" diz Vieira Pedro Cunha (Arquivo)

O presidente “encarnado” disse hoje à Benfica TV que o clube “tem um endividamento consolidado de 225 milhões de euros” e que vai manter a “a política de investir mais”.

Luís Filipe Vieira vincou que “este é o momento chave do clube” e que por isso pretende “investir mais” para “manter a mesma estrutura e reforçá-la”. “Se tivermos que nos endividar mais, vamos endividar-nos mais”, disse.

“Não me assusta o endividamento do Benfica e não deve assustar aos benfiquistas. O que se comenta e se diz muitas vezes não corresponde à realidade”, afirmou o presidente do Benfica que revelou que o clube tem “um endividamento consolidado de cerca de 225 milhões de euros” e que “se o Benfica quiser amortizar ou liquidar praticamente esse endividamento só terá que vender jogadores”. Vieira, no entanto, tem “a certeza absoluta que não é isso que a massa associativa do Benfica quer”.

O presidente benfiquista falou ainda da renovação de contrato com a Olivedesportos. “Penso que toda a massa associativa tem plena confiança naquilo que pretendo para o Benfica e acho que é justo”, referiu Vieira que disse saber “o valor que o Benfica pretende” e “o valor que o Benfica vale”.

“É preciso ter gratidão e não esquecer que em momentos difíceis essa mesma empresa [Olivedesportos] ajudou o Benfica. Vamos aguardar as negociações com a certeza absoluta que vamos dar a preferência à Olivedesportos nesta primeira fase de negociações.”

Apesar de a preferência ser dada à Olivedesportos, Vieira pretende “lutar por uma determinada verba” que é “justa”.”Se não for possível chegar a acordo vamos partir para outro lado”, frisou. Sem querer “falar em números”, referiu que “é um número muito substancial”, acima daquilo que o Benfica recebe “neste momento”.