Benfica usa um fermento que faz crescer o registo dos três grandes

Foto
Benfica já leva 61 golos marcados em 24 jornadas esta temporada FRANCISCO LEONG/AFP

Em conjunto, há muito tempo que "águias", "dragões" e "leões" não marcavam tantos golos em 25 jogos. E ainda falta o jogo da Figueira

Na sexta-feira, o Sporting marcou cinco golos, carimbando o resultado positivo mais expressivo da temporada. No sábado, o FC Porto festejou quatro vezes (e nesta Liga já marcou quatro ou mais golos em cinco ocasiões). Não se sabe quantos golos marcará o Benfica na Figueira da Foz, mas a produtividade dos clássicos três grandes é inquestionável. À 25.ª jornada, FC Porto, Sporting e Benfica são responsáveis por 152 golos, o melhor registo da última década.

Há muito tempo que o Benfica não chegava a esta fase do campeonato na condição de equipa mais fértil. Nos últimos dez anos, FC Porto e Sporting partilharam essa honra (seis vezes os portistas, três os sportinguistas e um empate em 2000-01) sem qualquer intromissão dos benfiquistas, que mesmo no ano do título (2004-05) completaram a 25.ª ronda com apenas 39 golos marcados, contra, por exemplo, os 50 do Sporting, então quinto classificado.

Os números estão agora do lado da equipa orientada por Jorge Jesus, que no presente campeonato só ficou em branco duas vezes (frente ao Braga e com o Sporting), tendo alcançado na prova sete goleadas (que por si só renderam 36 golos). Ao todo, as "águias" contam 61 golos, 19 dos quais apontados por Óscar Cardozo (hoje, e graças ao "bis" do portista Falcao, o ponta-de-lança paraguaio parte no segundo posto na corrida pela Bota de Ouro) e 11 assinados por Saviola.

Benfica vale por três

Sozinho, o Benfica tem mais golos marcados do que Belenenses (13 golos), Leixões (20) e Naval 1.º de Maio (14) juntos. E nestas contas ainda ficam a faltar os golos de hoje à noite, precisamente no duelo entre a formação mais competente em frente à baliza e a segunda equipa menos produtiva do campeonato. Refira-se que até hoje, e nos útimos dez anos, não havia registo de nenhuma equipa que tivesse feito 25 jogos com menos do que 16 golos, números alcançados na temporada passada por duas equipas (Rio Ave e Vitória de Setúbal).

Os 61 golos "vermelhos" servem ainda de fermento à contabilidade dos três grandes na última década. Só na temporada de 2003-04 (151 golos apontados: FC Porto 56, Sporting 47 e Benfica 48) é possível encontrar um registo semelhante ao de 2009-10 (152: Benfica 61, FC Porto 54 e Sporting 37). As três equipas tinham marcado 128 golos em 2008-09 (FC Porto 50, Sporting 36 e Benfica 42), 127 em 2007-08 (FC Porto 49, Benfica 40 e Sporting 38), 140 em 2006-07 (FC Porto 54, Sporting 40 e Benfica 46), apenas 83 em 2005-06 (FC Porto 38, Sporting 41 e Benfica 40), 119 em 2004-05 (Benfica 39, FC Porto 30 e Sporting 50), 147 em 2002-03 (FC Porto 54, Benfica 53 e Sporting 40), 145 em 2001-02 (Sporting 54, FC Porto 46 e Benfica 45), 136 em 2000-01 (FC Porto 47, Sporting 47 e Benfica 42) e 130 em 1999-00 (FC Porto 49, Sporting 42 e Benfica 39).

Hoje, o Sporting tem mais um golo marcado do que em igual número de jornadas da última temporada, mas caiu duas posições na tabela classificativa. Mais radical é o exemplo do FC Porto, agora com mais quatro golos, mas com menos quatro pontos. Se em Abril do ano passado a equipa de Jesualdo Ferreira liderava o campeonato, a oito pontos de distância do Benfica, as contas inverteram-se e comandam as "águias" (com menos um jogo) a oito pontos (que podem ser onze) de distância dos portistas.

Curiosamente, é preciso recuar até à temporada de 2000-01 para encontrar um Sporting de Braga mais goleador do que o actual. A equipa de Domingos Paciência soma 37. Então, já tinha festejado 40 vezes.