Aveiro quer o bairro da Beira-Mar sem automóveis

Os cidadãos de Aveiro vão ser desafiados a deixar os automóveis de fora do bairro da Beira-Mar e a privilegiar os passeios a pé para as deslocações nas artérias desta zona histórica da cidade. A proposta consta da participação do município aveirense no projecto europeu de mobilidade Active Access e compreenderá uma campanha de sensibilização que abrangerá tanto os residentes do bairro como os visitantes.

A ideia da autarquia não assenta em quaisquer interdições ao tráfego automóvel, uma vez que o que se pretende é que "as pessoas andem a pé por prazer".

A acção foi apresentada no seminário internacional que a cidade aveirense acolheu durante o dia de ontem e que reuniu representantes das outras 16 cidades europeias que integram a rede de cidades promotoras de medidas de mobilidade - Koprivnica, na Croácia, L"Aquila, em Italia, e Szeged, na Hungria, são algumas das cidades parceiras. Da parte de Aveiro, a implementação da medida prevista para a zona da Beira-Mar deverá acontecer nos próximos meses.

Segundo avançou José Quintão, coordenador do projecto Active Access em Aveiro, é intenção da câmara envolver outras entidades nesta experiência, nomeadamente os comerciantes e proprietários de bares do bairro histórico, na perspectiva de que todos terão a ganhar com uma maior circulação de peões nas ruas. "Existem estudos que demonstram que as pessoas acabam por fazer mais compras quando circulam a pé, porque acabam por poder parar e ver o que lhes chama a atenção", especificou.

Uma das iniciativas já delineadas passará pela distribuição de um mapa aos moradores do bairro da Beira-Mar, que "localiza a sua própria habitação, e identifica todos os pontos de comércio e serviço que tem nas proximidades", exemplificou José Quintão.

Desta forma, os habitantes passam a ficar sensibilizados para o facto de poderem satisfazer muitas das suas necessidades a pé, sem terem de recorrer ao automóvel.