Morreu o escritor francês Claude Simon aos 91 anos

Foto
Claude Simon publicou 20 obras Herve Merliac/AP

Claude Simon publicou 20 obras, escolhendo como temas a guerra, a desordem absoluta das coisas e as lembranças.

Em 1985, a academia do prémio Nobel apreciou o seu sentido visual, a sua descrição da condição humana “com a veia criadora de um poeta e de um pintor, associada a uma consciência profunda do tempo”.

O Presidente francês Jacques Chirac considerou hoje, a propósito da morte de Claude Simon, que a França “perdeu um dos seus maiores escritores”. “A sua exigência estilística traduzia a ambição de expressar a complexidade do mundo”, disse o chefe de Estado numa mensagem divulgada hoje.