LEITURA E CIDADANIA

“Miúdos a votos: quais os livros mais fixes?” Após a campanha eleitoral chegou o dia de votar

Dia 21 de abril, entre as 8h30 e as 18h30, alunos do 1.º ao 9.º ano de escolaridade vão poder dizer quais os seus livros preferidos, desta vez, por voto eletrónico.

Foto

Várias escolas do país aderiram à iniciativa da Visão Júnior e da Rede de Bibliotecas Escolares (RBE) “Miúdos a votos: quais os livros mais fixes?” possibilitando campanhas para que os alunos se manifestassem e promovessem, entre os seus pares, os livros preferidos de entre uma lista organizada por ciclo de escolaridade, facultada pelo Plano Nacional de Leitura 2027.

O encerramento das escolas portuguesas provocado pela COVID-19 obrigou a algumas alterações no calendário do concurso e impede que a votação seja presencial, mas nem por isso deixará de ser realizada.

A solução encontrada pelos organizadores da iniciativa junto com a Comissão Nacional de Eleições foi o recurso ao voto eletrónico. Esta forma alternativa consegue assegurar o anonimato de todos os eleitores, embora limite a participação dos alunos que não possuam dispositivos móveis ou acesso à internet.

“Os resultados das eleições serão, como nos anos anteriores, divulgados numa grande festa, marcada para 27 de maio. Desta vez, porém, a festa será transmitida em direto através da internet e redes sociais” lê-se no site da revista.

O concurso “Miúdos a votos”, organizado pela revista Visão Júnior e pela RBE já vai na sua 3.ª edição mantendo os seus objetivos: promover a leitura e o desenvolvimento de competências de cidadania ativa, valorizando a responsabilidade do ato de votar.

A iniciativa conta com o apoio da Comissão Nacional das Eleições, da Fundação Calouste Gulbenkian, do Plano Nacional da Leitura, da Pordata e da RádioMiúdos.