Portugal com 49 representantes nos Europeus de atletismo 2024

É a maior comitiva portuguesa na competição, com mais seis atletas do que em 2022.

Foto
Pedro Pablo Pichardo será a principal figura da comitiva portuguesa UMIT BEKTAS / REUTERS
Ouça este artigo
00:00
01:54

Portugal vai apresentar-se com um recorde de 49 representantes nos Campeonatos da Europa de atletismo de 2024, em Roma, na próxima semana, com Pedro Pablo Pichardo a defender o título, mas sem as lesionadas Auriol Dongmo e Patrícia Mamona.

O campeão olímpico do triplo salto volta a representar Portugal, depois das ausências nos Mundiais ao ar livre Budapeste2023 e em pista coberta em Glasgow2024, para tentar revalidar o título conquistado em Munique2022.

A outra medalhada nos Europeus disputados na Alemanha, Auriol Dongmo, que arrebatou a prata há dois anos, está a recuperar de uma fractura numa perna, sofrida em Dezembro de 2023, enquanto Patrícia Mamona, prata olímpica em Tóquio2020, continua ausente das competições, igualmente devido a problemas físicos.

De 7 a 12 de Junho, em Roma2024, na 26.ª edição dos Europeus, Portugal vai bater o recorde de seleccionados, mais seis do que os apresentados em Munique2022, o anterior máximo, com 24 homens e 25 mulheres, e mais sete do que os seleccionados para Barcelona2010.

Entre os eleitos divulgados nesta quinta-feira pela Federação Portuguesa de Atletismo, destaque para Tiago Pereira, medalha de prata no triplo salto nos em Glasgow2024, e Isaac Nader, quarto nos 1.500m nos Mundiais "indoor" escoceses, mas também para a estreia absoluta da são-tomense Agate Sousa com as cores lusas, detentora do quinto melhor salto em comprimento do ano.

O contingente nacional é engrossado pela inédita presença nas quatro estafetas tradicionais - 4x100 metros e 4x400 masculinos e femininos (Portugal só falha os 4x400 mistos) -, com 19 atletas chamados para estas selecções, pelos oito convocados para a meia-maratona, mas também pelo regresso à prova masculina do lançamento do disco, com Emanuel Sousa, 70 anos depois.

Sugerir correcção
Comentar