Gonçalo Ramos, um talento que deu um passo em frente

Médio ofensivo, segundo avançado, ponta-de-lança. O goleador-sensação da selecção de Portugal fez um percurso de trás para a frente. “Na área, o meu trabalho é acreditar em todas as jogadas.”

Foto
Gonçalo Ramos, "o Pistoleiro" a festejar o primeiro golo diante da Suíça EPA/JOSE SENA GOULAO

Coloquemos as coisas nestes termos: em 2019-20, Gonçalo Ramos vestiu a camisola do Benfica na equipa de juniores A (Sub19), na equipa de Sub23, na equipa B e na equipa principal. Tudo na mesma época. Em todas elas, marcou golos, fechando a temporada com um total de 16 em 33 jogos. Uma caminhada verdadeiramente invulgar, para dizer o mínimo. Especialmente para um jogador que ainda não tinha totalmente definido o habitat a ocupar em cima do relvado.

Sugerir correcção
Ler 9 comentários