O Alentejo começa a ser visto “como uma região de futuro”

Paula Mota Garcia dirige a equipa que quer pôr Évora no centro da Europa. E que tem de gerir o difícil equilíbrio entre o esvaziamento da cidade e a pressão associada à Capital Europeia da Cultura.

PP - 29 OUTUBRO 2022 - EVORA - CIDADE CANDIDATA A CAPITAL DA CULTURA COORDENADORA DA CANDIDATURA PAULA MOTA GARCIA
Fotogaleria
Paula Mota Garcia dirige a equipa responsável pela candidatura de Évora Paulo Pimenta
PP - 29 OUTUBRO 2022 - EVORA - CIDADE CANDIDATA A CAPITAL DA CULTURA
Fotogaleria
PP - 29 OUTUBRO 2022 - EVORA - CIDADE CANDIDATA A CAPITAL DA CULTURA Paulo Pimenta
PP - 29 OUTUBRO 2022 - EVORA - CIDADE CANDIDATA A CAPITAL DA CULTURA
Fotogaleria
PP - 29 OUTUBRO 2022 - EVORA - CIDADE CANDIDATA A CAPITAL DA CULTURA Paulo Pimenta

Quando chegar a 2027, a equipa que está a trabalhar na candidatura de Évora a Capital Europeia da Cultura espera que a cidade tenha uma “voz no contexto nacional e europeu” que não tem hoje, diz a coordenadora da equipa de missão, Paula Mota Garcia.

Sugerir correcção
Ler 3 comentários