No Campo Branco, em Castro Verde, os animais não comem pasto há muitos meses

Não há pastos, não há forragens e as rações estão com preços muito elevados. A falta de alimento força à venda de animais, incluindo reprodutores com perda de dinheiro. A esperança na outonada está a esfumar-se.

Foto
Os animais não têm pasto nem forragens Miguel Manso

Mesmo com as tímidas chuvadas de há semanas, o verde próprio das outonadas não teve tempo para cobrir a secura que se repete ano após ano na extensa planície do Campo Branco, em Castro Verde. Temperaturas entre os 33 e os 34 graus Celsius rapidamente evaporaram a escassa humidade do solo. “Nem houve Primavera e agora não há pastos, não há palha, não há forragens e as rações atingiram preços exorbitantes”, queixa-se José da Luz, presidente da Associação de Agricultores do Campo Branco (AACB).

Sugerir correcção
Ler 1 comentários