The Walking Dead: diz que é uma espécie de fim

Estreia nesta segunda-feira o primeiro dos oito últimos episódios da série que deu uma dimensão popular e global aos zombies, 12 anos depois de ter ido para o ar. Mas não será propriamente uma despedida.

Foto
Norman Reedus foi Daryl Dixon desde a primeira temporada e vai continuar para um dos "spinoff" Jace Downs/AMC

The Walking Dead (TWD) passou por várias fases ao longo dos seus 12 anos de vida. Nascimento como adaptação televisiva de uma BD de culto, seguido de crescimento até se transformar num fenómeno global de comunhão e gerar o seu próprio universo televisivo. Depois, um declínio de audiências que nunca mudou de sentido e a perda de relevância no “zeitgeist” do planeta, apesar de ter recuperado alguma da energia de outros tempos. Nesta segunda-feira, vai para o ar o primeiro dos oito últimos episódios de TWD, no horário habitual em Portugal para o apocalipse (Fox, 22h15), e, daqui a sete semanas, será o último, o 177.º episódio de algo que entrou nas nossas vidas em 2010. Mas não será o fim.

Sugerir correcção
Ler 2 comentários