Ao entrar nas boxes

O que mais me ficou destes dois portugueses foi a alegria, a desenvoltura, a vocação para divertir os interlocutores – a inocência, até.

Tínhamos parado para comprar água. À minha frente estava um português dos anos 70: baixinho e magro, com bigode de jogar sueca, muito bem-disposto.

Sugerir correcção
Ler 19 comentários