Acabaram os “momentos Federer”

Roger Federer anunciou o fim de uma carreira de 20 anos, durante os quais maravilhou os fãs da modalidade. A sua enorme paixão pelo ténis foi contagiante e ultrapassou os limites de um court, dando-lhe uma dimensão planetária impossível de quantificar em títulos.

Foto
Roger Federer retira-se da competição LUKAS COCH/EPA

No seu livro A Teoria das Cordas, David Foster Wallace tenta explicar aquilo que designou “momentos Federer”. “São momentos em que, ao ver o jovem suíço a jogar, ficamos boquiabertos, de olhos esbugalhados e a emitir uns sons que fazem o nosso cônjuge vir de outra divisão da casa, verificar se estamos bem. Os momentos são mais intensos, se tivermos jogado ténis o suficiente para compreendermos a impossibilidade daquilo que o vemos fazer.”

Sugerir correcção
Comentar