A música a adentrar as artes performativas, e vice-versa, no Circular

Entre este sábado e dia 24 de Setembro, a 18.ª edição do festival de Vila do Conde continua no caminho da transdisciplinaridade, com a música a atravessar várias propostas. Katerina Andreou, Betty Tchomanga, Paula Diogo, Mike Cooper e Supernova Ensemble com Diogo Tudela são alguns dos artistas no programa.

Foto
Mascarades é o primeiro solo da bailarina franco-camaronesa Betty Tchomanga Queila Fernandez

Pela primeira vez desde o início do Circular Festival de Artes Performativas - já lá vão 18 anos -, a direcção artística do festival é feita a solo. Saiu Paulo Vasques, para assumir o cargo de vereador da Cultura da Câmara Municipal de Vila do Conde, ficou Dina Magalhães, para dar continuidade a um festival que há muito se tornou paragem altamente recomendável entre o frémito da rentrée das artes performativas a norte.

Sugerir correcção
Comentar