Não somos assim tão racistas

Há sempre problemas mais graves do que aquele de que estamos a falar. Foi assim com temas ridículos como a violência doméstica, a pedofilia na Igreja e o ambiente.

Quando se fala de racismo em Portugal, há sempre alguém que critica o “exagero”, o “despropósito” e a “perda de tempo”. Noutros lugares o racismo “é pior” e, como é sabido, temos “problemas bem maiores”.

Os leitores são a força e a vida do jornal

O contributo do PÚBLICO para a vida democrática e cívica do país reside na força da relação que estabelece com os seus leitores.Para continuar a ler este artigo assine o PÚBLICO.Ligue - nos através do 808 200 095 ou envie-nos um email para assinaturas.online@publico.pt.
Sugerir correcção
Ler 59 comentários