Brasileiros voltam a ser os que se queixam mais de discriminação em Portugal

Das mais de 400 queixas recebidas pela Comissão para a Igualdade, 26,7% referem-se à alegada discriminação de brasileiros. E são mais as mulheres que apresentaram queixa do que os homens

Foto
Evolução das queixas acompanha a evolução do crescimento da comunidade brasileira em Portugal Paulo Pimenta

Ser brasileiro é o factor que passou a motivar mais queixas por discriminação em Portugal. Foi assim em 2020, voltou a acontecer em 2021, segundo dados divulgados nesta quarta-feira pela Comissão para a Igualdade e Contra a Discriminação Racial (CICDR). “A expressão que mais se destacou, enquanto fundamento na origem da discriminação, foi a ‘nacionalidade brasileira’ (26,7%), seguindo-se a pertença à ‘etnia cigana’ (16,4%) e a ‘cor da pele negra’ (15,9%)”, destaca a comissão no seu relatório relativo a 2021.

Sugerir correcção
Ler 97 comentários