Os sonhos doces são feitos disto: The Sandman, de Neil Gaiman, chega à Netflix

Série de dez episódios põe fim a 32 anos de tentativas de adaptação de uma das mais admiradas novelas gráficas do século XX. The Sandman: Mestre dos Sonhos é tudo o que eram os comics e mais um bocadinho.

Foto
Tom Sturridge é Sonho em "The Sandman" Netflix

É uma espécie de livro sagrado das novelas gráficas: The Sandman, de Neil Gaiman, ou a história do senhor dos sonhos e uma história sobre histórias em 75 volumes. Uma leve BD sobre metafísica, Morte, Destino, Desejo, Delírio, Desespero e Destruição, conduzida por Sonho, ou Morfeu, e endeusada por milhões de leitores desde 1989. Finalmente, para quem sonha com a personificação carnal (ou a acção real, em jargão audiovisual) deste mundo, The Sandman é uma série de televisão. Da Netflix, e actualizada para 2022 -The Sandman: Mestre dos Sonhos é tudo o que eram os comics e mais um bocadinho.

Sandman, editada pela DC Comics (e a certa altura tomado pela sua chancela Vertigo) foi publicado entre 1989 e 1996 em 75 números que depois foram agregados em dez novelas gráficas – a primeira é Prelúdios & Nocturnos, com capa de Dave McKean (que as fez todas daí em diante), e começa com uma citação do Livro de Job. Foi uma obra de um escritor e de vários artistas (Sam Kieth, Mike Dringenberg e Malcolm Jones III) em início de carreira nos comics.

Sugerir correcção
Comentar