Mensagens por responder, notificações por abrir. Há quem não consiga lidar com a ansiedade do online

O telemóvel vibra. Será importante? É uma mensagem da minha família, do meu chefe ou dos meus amigos? A ansiedade vai-se apoderando. Três jovens dão o testemunho sobre o quão esgotante pode ser estar constantemente online e uma psicóloga explica ao P3 a melhor forma de lidar com a pressão das redes sociais.

Foto
As pessoas passam entre quatro a seis horas por dia nos telefones e têm uma média de 30 mensagens por responder Tiago Lopes

Omnipresente, omnipotente e omnisciente: dons atribuídos a divindades transpõem-se na era digital para o comum mortal, quase como imposições. É esperado que se esteja disponível 24 horas por dia para responder (ou, pelo menos, estar atento) a mensagens, emails, videochamadas e notificações. Mas será fácil impor limites? Poderá o imediatismo das redes sociais ter um impacto grave na saúde mental?

Sugerir correcção
Ler 5 comentários