Num ano, cinco vezes mais pessoas receberam apoios para se mudarem do litoral para o interior

O programa “Trabalhar no Interior” termina hoje, último dia de 2021. Entre as medidas nele aplicadas, a mais emblemática foi prolongada por dois anos. O universo de pessoas elegíveis também foi alargado a emigrantes, luso-descendentes, estrangeiros e trabalhadores com contratos de teletrabalho.

Foto
Ainda há aldeias com difícil acessso à internet o que reduz a adesão aos incentivos para repovoar o interior Nuno Ferreira Santos

Chama-se “Emprego Interior Mais” e existe desde Março de 2020, para atrair mais pessoas para locais menos povoados, nos quais deixou de se perspectivar a renovação de gerações. Os números ainda ficam pouco acima dos 400 beneficiários porque o ponto de partida eram apenas 77. Mas aumentaram no último ano.

Sugerir correcção
Ler 10 comentários