Portugal mantém eliminatória da Taça Davis aberta na Roménia

As duas selecções dividiram as vitórias no primeiro dia da competição.

Foto
João Sousa EPA/ANATOLY MALTSEV

João Sousa e Marius Copil foram os vencedores dos dois primeiros singulares da eliminatória do Grupo Mundial 1 da Taça Davis, que opõe Portugal à Roménia. Os dois experientes líderes das respectivas selecções venceram em dois sets e deixaram tudo em aberto para o segundo dia, onde estão em disputa mais três pontos.

Sousa (150.º) abriu a eliminatória, que decorre em Cluj-Napoca, derrotando Filip Jianu (317.º), por 6-3, 7-5. “Fiz um bom encontro frente a um jovem talentoso. No primeiro set joguei melhor do que no segundo, mas também porque ele elevou o seu nível de jogo”, disse Sousa, que teve de recuperar de um break de desvantagem na segunda partida.

A seguir, Copil (250.º) superou Gastão Elias (215.º), por 6-4, 6-3. “Foi um encontro difícil frente a um adversário que não dá muito ritmo. As condições adaptam-se perfeitamente ao seu jogo e como tive uma baixa percentagem de primeiros serviços senti-me sempre sob pressão, uma coisa que nunca consegui fazê-lo sentir”, resumiu Elias.

Para o encontro de pares que abre a jornada deste domingo, estão designadas as duplas Sousa/Elias e Copil/Horia Tecau, mas o facto de haver, pelo menos mais um singular decisivo poderá levar os capitães a alterar as nomeações.