Condições impostas para Central Solar de Cercal do Alentejo não desmobilizam população

Agência Portuguesa do Ambiente aprovou, com condições, o projecto de instalação de mais de 550 mil painéis na localidade, em Santiago do Cacém. Autarquia considera que projecto respeita as restantes actividades económicas das freguesia.

Foto
Adriano Miranda

O projecto da central solar que prevê a instalação de 553.800 painéis fotovoltaicos em Cercal do Alentejo, no concelho de Santiago do Cacém (Setúbal), obteve Declaração de Impacte Ambiental (DIA) favorável. O Título Único Ambiental, emitido pelo Governo, a 29 de julho, e consultado pela agência Lusa, refere que a DIA teve decisão favorável por parte da Agência Portuguesa do Ambiente, mas condicionada ao cumprimento de dezenas de acções de minimização. Com esta Declaração de Impacte Ambiental, é dada “luz verde” ao projecto, cuja área de implantação é de cerca de 816 hectares, embora só 320 hectares (40% da área) sejam ocupados.