Nuno Melo ataca liderança do CDS e critica os “cristãos-novos” do partido

No primeiro dia das jornadas parlamentares, o eurodeputado foi a São João da Madeira agitar as águas até ao próximo congresso.

Foto
paulo pimenta

Nuno Melo subiu esta segunda-feira à noite ao palco das jornadas parlamentares do CDS, para criticar o Governo socialista e, a partir daí, a direcção do seu próprio partido, com a qual foi muito duro. O eurodeputado do CDS defendeu esta ideia: se o executivo do PS é mau e, ainda assim, o país “condescende” com ele, alguma coisa os centristas estão a fazer mal. E o antigo vice-presidente do CDS, que já admitiu disputar a liderança no próximo congresso, pediu uma “reflexão muito sincera e profunda” no partido, para perceber o que está errado e o que pode ser alterado, para que a oposição ao Governo de António Costa seja mais eficaz.