Tancos: MP pede absolvição de Azeredo Lopes e dez anos de prisão para João Paulino

Procurador pediu penas de prisão suspensa até cinco anos para os principais arguidos da PJM e da GNR de Loulé. E deixou cair acusações de associação criminosa, terrorismo, tráfico de armas e denegação de justiça. Pediu ao tribunal para absolver 11 dos 23 acusados.

Foto
Azeredo Lopes, ministro da Defesa Daniel Rocha

José Azeredo Lopes, que assumia a pasta da Defesa quando se deu o furto do armamento de Tancos e a sua recuperação, três meses depois, tinha o “dever ético” de informar a Procuradoria-Geral da República de que estavam em curso diligências para encontrar o material pela Polícia Judiciária Militar (PJM), concluiu o procurador que acompanhou o julgamento de Tancos e apresentou esta terça-feira as suas alegações finais.

Sugerir correcção
Ler 23 comentários