Seis surtos em lares de idosos, com infecção de pessoas vacinadas, preocupam responsáveis

A Segurança Social identificou 8600 idosos e funcionários ainda por vacinar nos lares. A task force responsável pelo plano de vacinação e a DGS decidiram entretanto vacinar todos os idosos e funcionários que estiveram infectados há mais de três meses e não seis meses, como está definido para o resto da população.

Foto
Daniel Rocha

O reaparecimento de surtos de covid-19 em lares de idosos, onde nos últimos dias morreram três residentes que estavam vacinados, está a preocupar os responsáveis destas instituições e determinou já a antecipação da vacinação dos residentes e funcionários que estiveram infectados pelo novo coronavírus. Actualmente há seis surtos activos de covid-19 em estruturas residenciais para idosos com 54 casos reportados de infecção quando, em Fevereiro passado, chegaram a ocorrer em simultâneo 405 surtos em estabelecimentos deste tipo, contextualiza a Direcção-Geral da Saúde (DGS), enfatizando que a diminuição foi “drástica”.