Covid-19: testes rápidos vão ser usados para surtos em escolas e lares

De acordo com o documento da Direcção-Geral da Saúde, as unidades prestadoras de cuidados de saúde devem fazer rastreios regulares aos profissionais que prestam cuidados de saúde directos e de maior risco de contágio de covid-19.

testes,saude,sociedade,portugal,servico-nacional-saude,virus,
Foto
Paulo Pimenta

Os testes rápidos devem ser a opção preferencial para testar pessoas assintomáticas que têm contacto de alto risco com um caso positivo numa situação de surto em lares, escolas e outros estabelecimentos de ensino. As indicações fazem parte da Estratégia Nacional de Testes para SARS-CoV-2, publicada nesta segunda-feira pela Direcção-Geral da Saúde. De acordo com o documento, as unidades prestadoras de cuidados de saúde devem fazer rastreios regulares aos profissionais que prestam cuidados de saúde directos e de maior risco de contágio de covid-19.