p3,saude-mental,questoes-sociais,nutricao,moda,saude,
Lizzo na capa do álbum "Cuz I Love You"

Como vivem as pessoas gordas num mundo que as rejeita?

São tidos como gulosos, preguiçosos, desleixados. Sem auto-controlo e pouco saudáveis. Mas ser gordo não quer dizer, obrigatoriamente, ser doente — nem traz características associadas. Eles estão fartos da chamada gordofobia, e cada vez se fala mais sobre ela. Afinal, porque existe estigma em relação à obesidade? E porque não vemos corpos gordos na televisão? Como se vive com o preconceito? Como é ser gordo num mundo onde “o padrão de beleza é irrealista”?

Vemos Lizzo de roupa interior, a fazer twerk para a câmara ou em posições que podem chocar os mais sensíveis. Vemo-la a cantar: “Mirror, mirror, on the wall / Don’t say, ‘cause I know I’m cute” (“Espelho na parede, não digas porque eu já sei que sou gira”, em tradução livre para português). E ainda a vemos a assumir-se como uma “thick bitch”. A mensagem é sempre a mesma: confiança, aceitação, naturalidade no que toca ao corpo — tenha ele a forma que tiver.